VALOR ECONÔMICO: Bancos digitais e tradicionais avançam nas comunidades


Os bancos brasileiros conseguiram avançar nos últimos anos o número de clientes dentro das favelas, que agora contam também com número crescente de moradores com contas em instituições digitais, mostra a pesquisa “Economia das Favelas”, dos institutos Data Favela e Locomotiva, antecipada ao Valor.


De acordo com a pesquisa, 69% dos moradores de favela são bancarizados - ou seja, possuem conta corrente, poupança ou ambas nas instituições bancárias. Esse proporção considera pessoas com 16 anos ou mais de idade, mínimo para se trabalhar legalmente no país. Na pesquisa de 2013 do instituto Data Favela, o percentual era de 53%.


Clique aqui para ler a reportagem completa.

Recentes
Arquivo

© 2016 Locomotiva

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter ícone social
  • slideshare
  • YouTube ícone social