CLAUDIA: 81% dos brasileiros são a favor de aborto em caso de estupro



Pesquisa realizada pelos institutos Patrícia Galvão e Locomotiva com 2 mil pessoas revela que 88% dos entrevistados consideram que toda cidade deveria ter um serviço público para realização de aborto seguro nos casos previstos em lei. A interrupção da gravidez em caso de estupro, ou quando o parto põe em risco a vida mulher é lei desde 1940 no Brasil e, desde 2012, o Supremo Tribunal Federal permite o aborto quando o feto é anencéfalo, ou seja, não tem cérebro.


Entre homens e mulheres entrevistados, 81% afirmam que em caso de gravidez decorrente de estupro, a vítima deve procurar um serviço de saúde para interromper a gestação. Nos três casos acima, a gestante têm o direito de realizar o procedimento pelo SUS.


Clique aqui para ler a matéria completa.

Recentes
Arquivo

© 2016 Locomotiva

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter ícone social
  • slideshare
  • YouTube ícone social