ESTADÃO: Pesquisa aponta gargalos em infraestrutura de postos de saúde que podem afetar vacinação


Quase a metade dos postos de saúde em 883 municípios do País não tem geladeiras com medição de temperatura e alarme em boas condições em todos as unidades de atendimento, 21% apresentam deficiências na infraestrutura básica, como a disponibilidade de água, sabonete, papel toalha e lixeira com pedal. Também quatro em cada dez unidades não contam com termômetros suficientes para medir temperaturas das caixas térmicas nem salas adequadas à vacinação.


Esses são alguns dos vários gargalos de infraestrutura nos postos de saúde detectados em uma pesquisa com dirigentes municipais, feita pelo Instituto Locomotiva, que integra o grupo “Unidos pela Vacina”.


Clique aqui para ler o conteúdo completo no site do Estadão.

Clique aqui para baixar a notícia veiculada pelo Estadão.

Recentes
Arquivo